grupomednet.com.br/news

Notícias sobre o Grupo MEDNET

grupomednet.com.br/news - Notícias sobre o Grupo MEDNET

Segurados que recebem auxílio-doença podem solicitar nova perícia

O segurado da Previdência Social que recebe o auxílio-doença pode solicitar nova avaliação pericial quando não se considerar apto a voltar ao trabalho. Uma portaria assinada na sexta-feira (26), pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, estabelece regras para a prorrogação do benefício.

O segurado terá que solicitar nova perícia nos últimos 15 dias antes da data limite do benefício. A reavaliação será realizada por outro perito.

“No formato antigo, a reconsideração era feita pelo mesmo perito e a tendência era manter a decisão tomada anteriormente. Constatamos que 94% dos pedidos eram negados”, destacou o secretário executivo do ministério, Alberto Beltrame.

Segundo o secretário, a medida amplia os direitos do segurado e garante uma análise mais rápida dos casos. Ele assegurou que nenhum direito será violado.

“Estamos melhorando o sistema de concessão e manutenção de benefícios da Previdência. Vamos conceder e manter os benefícios que forem necessários e indeferiremos aqueles que considerarmos indevidos, mas sempre com a possibilidade de recurso por parte do segurado”, garantiu.

(Fonte: Revista Prevencionista)

Ministro recebe proposta para fortalecer a participação de PCD’s no mercado de trabalho

post_revista_prevencionista

Ronaldo Nogueira ouviu sugestões para aperfeiçoar o programa de inserção de trabalhadores com deficiência.

Em reunião na quinta-feira (18), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, recebeu a sugestão de criar um banco de dados para cadastrar Pessoas com Deficiência (PCD’s) e, desta forma, otimizar o programa de inserção desses trabalhadores no mercado formal.

A proposta apresentada pelo presidente da IBM Brasil, Marcelo Porto, será avaliada pela equipe técnica do Ministério do Trabalho para adequação necessária. Na audiência, o ministro sugeriu um novo encontro para tratar de parcerias que também promovam mais qualificação desses trabalhadores com deficiência.

Mercado de trabalho – Atualmente o Brasil apresenta um potencial de 827 mil vagas de emprego para pessoas com deficiência ou beneficiário reabilitado. De acordo com estimativa baseada no censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há pelo menos sete milhões de pessoas com deficiência elegíveis para a cota prevista na Lei nº 8.213/91. No entanto, em 2014 (dados mais atualizados), as empresas geraram apenas 381.322 postos, conforme os registros da Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho. O número é quase três vezes menor do que a real capacidade prevista na legislação.

(Fonte: Prevencionista)

Veja dicas de como melhorar a postura no trabalho

pilates-ginastica-laboral-revista-pilates

A Pesquisa Nacional de Saúde 2013 – Indicadores de saúde no mercado de trabalho, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que 16% dos trabalhadores catarinenses têm algum problema crônico na coluna. Para melhorar o conforto, evitar e reduzir os incômodos causados por essas dores, a melhor dica é corrigir a postura e fazer exercícios físicos.

— Temos categorias de empregos e em alguns realmente há sobrecarga na coluna, como quando a atividade envolve carregamento de peso ou posicionamentos desfavoráveis. Mas os que simplesmente não se cuidam representam a maior parte dos que têm dores na coluna causadas por erros posturais e falta de exercícios físicos — explica o médico especialista em medicina do trabalho Alexandre Dalmolin.

Outro ponto que a pesquisa apresentou é o aumento de trabalhadores com pressão arterial ou colesterol altos. Segundo Dalmolin, se a alteração não é uma questão genética, o problema é falta de cuidado.

— Acabamos colocando a culpa no trabalho, mas a verdade é que não temos disciplina para comer certo e bem. Nem para fazer atividade física — avalia.

CORRIJA A POSTURA:

postura

(Fonte: clicrbs.com)