Março Marinho: Como prevenir o Câncer Colorretal?

Prevenir o câncer colorretal significa evitar os fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver a doença. Para que isso aconteça, muitas vezes, é preciso modificar os nossos hábitos.

Alguns aspectos importantes para a prevenção do câncer colorretal são:

Rastreamento

O rastreamento do câncer colorretal é extremamente importante na prevenção da doença. A partir do momento em que as primeiras células anormais começam a formar pólipos até se tornarem câncer colorretal propriamente dito, normalmente leva cerca de 10 a 15 anos. O rastreamento regular pode, em muitos casos, prevenir completamente o câncer colorretal, porque a maioria dos pólipos diagnosticados é removida antes que tenham a chance de se transformar em câncer. O rastreamento também pode diagnosticar o câncer colorretal em estágio inicial, quando é altamente curável.

A recomendação é para que pessoas com 45 anos ou mais façam exames regulares para detecção precoce da doença. Pessoas com histórico familiar ou outros fatores de risco para pólipos ou câncer, como doença inflamatória do intestino, devem conversar com seus médicos para estabelecer o início dos exames de rastreamento mais precocemente ou realizá-los com mais frequência.

Leia mais

O que eu ganho consumindo menos açúcar em minha alimentação?

As mudanças nos padrões de alimentação da população brasileira  repercutem diretamente na situação de saúde, contribuindo para o aumento da obesidade e de doenças crônicas não transmissíveis.

Houve aumento no consumo de alimentos processados e ultraprocessados, geralmente com altos teores de gordura, açúcar e sódio, e diminuição no consumo de frutas, legumes e verduras. O consumo de açúcar da população brasileira, assim como o de sódio, excede o recomendado. A recomendação da Organização Mundial de Saúde é consumir menos que 10% do total de calorias diárias, sendo que os brasileiros consomem cerca de 16%.

Leia mais