Agosto Dourado: 23 dicas para amamentação!

1. Prepare-se para a hora de amamentar. Escolha um local arejado, calmo, sem muitas interrupções. Esteja relaxada e conectada com aquele momento – se você pega o bebê para mamar estressada ou compressa, ele sente a tensão e o aleitamento pode não ser bem-sucedido.

2: Tente observar a necessidade do seu filho e faça intervalos de maneira que ele não esteja morto de fome na hora de alimentá-lo, pois o bebê tende a estar mais estressado e pode não mamar corretamente. Se você costuma acordá-lo e trocar a fralda antes de amamentar, mas ele sempre chora, experimente oferecer o peito primeiro e só trocá-lo depois, por exemplo.

3: Praticamente 100% do sucesso da amamentação está relacionado à pega correta. Isso significa que o bebê deve ter o corpo voltado ao da mãe, barriga com barriga, a cabeça em posição mais elevada que o bumbum, na altura do seio da mãe, lábios bem para fora, como queixo próximo da mama, bochechas bem redondas, abocanhando o máximo da aréola que ele
conseguir, nunca só o bico.

Leia mais

Agosto dourado: Perguntas frequentes sobre o aleitamento materno…

Algumas dúvidas e mitos surgem quando o assunto é amamentação. Conheça algumas questões frequentes sobre o tema:

É proibido amamentar em público?

Não. Em nenhum local do Brasil a amamentação em público é crime, portanto, a prática não deve ser proibida ou recriminada.

Apesar de pertencer a um processo natural da maternidade, a amamentação quando é realizada em lugares públicos divide opiniões, muitas vezes sendo bastante criticada.

Contudo, amamentar é um direito da mulher e do bebê. A decisão de amamentar em público ou não cabe somente a mulher.

Para que isso seja possível, a mulher precisa se sentir confortável e segura, pois é uma necessidade da criança a amamentação.

Pode ser útil para as mães que se sentem desconfortáveis com a exposição o uso de mantas ou toalhas para cobrir o colo, garantido um pouco mais de privacidade. Para as pessoas em volta, resta o respeito pelo momento e empatia.

Leia mais

Agosto Dourado: Benefícios da amamentação para a saúde da mulher

O leite materno interfere positivamente na vida da mãe e do bebê. São diversos os benefícios que esse alimento proporciona. Conheça quais são as interferências na saúde da mulher:

Ajuda na prevenção do câncer de mama

A amamentação é considerada uma forma de prevenção contra o câncer de mama. Estimativas mostram que o risco de mulheres que amamentaram seja 22% menor do que para as mulheres que nunca amamentaram.

A porcentagem é gradativa conforme o tempo de amamentação, sendo de 7% para as mulheres que amamentaram por 6 meses, 9% para as que amamentaram de 6 a 12 meses e 26% para as que amamentaram por um período superior a 12 meses.

Além disso, os números também são interessantes no que diz respeito a sobrevida de mulheres que tiveram um câncer de mama, mas que amamentaram.

O estudo feito com essas mulheres mostrou que o risco de morte para mulheres que foram submetidas a uma cirurgia por câncer de mama e que nunca amamentaram, ou que amamentaram por 6 meses ou menos, é 3 vezes mais alta do que para as que amamentaram por tempo superior.

Pesquisas mostram que o incentivo ao aleitamento representa a prevenção de mais de 20 mil mortes por câncer de mama.

Leia mais

Agosto Dourado: Porque o leite materno é importante para o bebê?

O leite materno é tido como um alimento padrão ouro e isso não é em vão. Ele é o único alimento rico o suficiente para nutrir o bebê por, no mínimo, 6 meses de vida. Ele tem tudo que é necessário para a saúde da criança, inclusive água. Seus nutrientes garantem uma boa nutrição para a criança durante os 2 primeiros anos de vida.

Por ter grande ação imunológica, protege a criança de infecções respiratórias, diarreia, alergias e outras doenças. A longo prazo, o leite materno está associado ao menor risco de desenvolvimento de doenças como colesterol alto, diabetes, hipertensão e obesidade.

Sabendo disso, percebemos a importância de campanhas que divulguam informações sobre o quanto o aleitamento materno é essencial no desenvolvimento da criança, uma vez que ele é capaz de reduzir em 13% o número de mortalidade infantil dentro dos 5 primeiros anos de vida da criança.

Leia mais

Agosto Dourado: O que é essa campanha?

O mês de agosto é conhecido como Agosto Dourado, porque simboliza a luta pelo incentivo à amamentação. A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. É uma cor toda especial, que já percorre o mundo com o seu laço simbólico. São trinta dias, em que são celebrados a promoção, a proteção e o apoio ao aleitamento.

No Brasil, o Ministério da Saúde coordena a Semana Mundial de Aleitamento Materno desde 1999.

Leia mais

Ministério da Saúde lança Campanha de Amamentação

A campanha visa incentivar a amamentação materna exclusiva até os seis meses de vida, contribuindo para o desenvolvimento e proteção da criança

Com o slogan Amamentação é a Base da Vida, a nova campanha de aleitamento, lançada nesta sexta-feira (27), em alusão à Semana Mundial da Amamentação (1° a 7 de agosto), reforça a importância do leite materno para o desenvolvimento das crianças até dois anos e exclusivo até os seis meses de vida, orientação preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos, a amamentação materna também reduz casos de diarreia, infecções respiratórias, hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade.

Leia mais