Dentro de qualquer empresa, há muitos fatores que podem afetar a produtividade da sua equipe. O absenteísmo e rotatividade são dois exemplos bem recorrentes, mas que muitas empresas ainda deixam de lado, especialmente quando se trata de cargos com baixa exigência técnica. Porém, se você colocar todas as contas no papel, verá como esses dois pontos pesam no seu negócio.

Mesmo sendo termos bem recorrentes, nem sempre a rotatividade e o absenteísmo são bem discutidos dentro da gestão, nem a relação entre ambos. Se você pretende aumentar a produtividade de um negócio, então precisa entender o que esses conceitos representam e como eles afetam a performance de seus colaboradores.

Para te ajudar com isso, vamos explicar melhor o que é absenteísmo e rotatividade, como eles estão relacionados e o que você pode fazer para deixá-los sob controle. Acompanhe.

pos pandemia mednet

O que é absenteísmo?

Todo profissional precisa se ausentar em algum momento, seja por doença ou por alguma outra emergência. A frequência com a qual há alguém ausente na empresa é a sua taxa de absenteísmo. E ele considera tanto as faltas justificadas quanto as não justificadas.

Quanto mais elevado for esse índice, mais dias de trabalho estão sendo perdidos em relação ao esperado. Consequentemente, isso leva à perda da sua produtividade diária e prejudica sua rentabilidade a longo prazo.

O que é rotatividade?

Já a rotatividade diz respeito à frequência com a qual há troca de pessoal dentro de um cargo ou setor. Algumas áreas mais voláteis tendem a fazer contratações com bastante frequência para repor os colaboradores que saem, são transferidos ou passam para outros cargos.

Um valor mais alto significa que seu negócio passa mais tempo se preocupando em preencher vagas em comparação com o tempo que cada colaborador permanece na empresa. Dessa forma, há um investimento maior em contratações e um retorno menor em relação ao tempo de atuação.

Qual é a relação entre absenteísmo e rotatividade?

Uma das coisas que pode levar a um aumento de rotatividade é o alto índice de absenteísmo. Primeiramente, quando um colaborador se mostra ausente com muita frequência, especialmente se não justificar as faltas, ele tem altas chances de ser desligado. Caso esse seja um cenário comum em seu negócio, então isso é um sintoma de um problema maior.

Em alguns casos, um aumento súbito no número de ausências pode ser um sinal de que o colaborador pretende se desligar logo. Em outros, a alta rotatividade esperada pela própria equipe pode ser um fator desmotivador, fazendo com que eles se afastem do trabalho com mais frequência.

5 dicas para diminuir absenteísmo e rotatividade?

Agora que você entende como estes dois fatores estão relacionados e quais são seus impactos, fica claro que eles devem ser mantidos sob controle. Algumas faltas e substituições são esperadas, mas estes valores devem ser mantidos dentro de expectativas razoáveis.

Se você tem problemas com absenteísmo e rotatividade e quer reduzi-los, comece seguindo as dicas a seguir.

1. Otimize seu processo de contratação

Uma das principais causas da alta rotatividade em uma empresa, assim como parte do absenteísmo, é a falta de estruturação do processo de contratação. Se não houver um planejamento adequado, então há maiores chances de contratar alguém que não possui o perfil mais indicado para a vaga.

Antes de decidir admitir alguém é importante que você considere quais são as chances de que o candidato se mantenha na vaga e por quanto tempo. Afinal, quanto mais longa for a carreira dele dentro da empresa, maior será seu retorno em termos de produtividade.

2. Melhore seu clima organizacional

Todo trabalho gera algum nível de estresse no dia a dia. Isso é inevitável. Porém, um ambiente de trabalho excessivamente agressivo, com extrema pressão psicológica e falta de comunicação, é um fator agravante que quase sempre resulta em ansiedade e um aumento do índice de absentismo.

Nesse ponto, a melhor forma de reverter a situação é encontrar formas de promover um clima organizacional mais positivo. Estimular a comunicação entre colaboradores, capacitar gestores para aproximar suas respectivas equipes e encontrar os consensos possíveis para que tanto a empresa quando os colaboradores tenham o que precisam.

3. Invista na formação da sua equipe

Quando um colaborador se sente estagnado, sem o apoio da empresa, quase sempre os níveis de absentismo e rotatividade começam a aumentar. Se um profissional não encontra oportunidades ou meios para continuar crescendo em um negócio, então ele não consegue atingir o desempenho necessário para se manter no cargo.

Se você quer incentivar a permanência de alguém na sua equipe, um bom método é investir na sua capacitação. Seja oferecendo cursos, materiais ou recursos para seu aprimoramento. Além de ajudar na retenção de talentos, também contribui bastante com o melhor desempenho dentro da empresa.

4. Tenha uma agenda de trabalho bem estruturada

Boa parte do estresse, perda de prazos e também das ausências de colaboradores ocorrem quando a rotina de trabalho não é bem definida. Se os prazos são muito apertados ou as tarefas confusas, então, sua equipe terá bem mais dificuldades para seguir o que foi planejado.

Ter uma agenda de trabalho mais condizente com os seus recursos e suas capacidades é a chave para otimizar o desempenho e evitar estresses. A longo prazo, manter um bom ritmo é melhor que sobrecarregar seu time e ter que substituí-lo depois.

ergonomia mednet
ergonomia

5. Promova a prevenção de doenças e acidentes

Por fim, mas não menos importante, é bom lembrar que as principais causas para o absenteísmo são a incidência de doenças e de acidentes durante o trabalho. Por isso que ambientes onde há pouca prevenção também apresentam perda de performance.

A solução aqui é bem óbvia: promova ações para reduzir estes riscos. Incentivar os colaboradores a fazer checkups de saúde regularmente, além de investir em melhores metodologias e equipamentos de segurança apropriados, são atitudes básicas que possuem alto retorno.

Agora que você entende melhor a relação entre absenteísmo e rotatividade, é hora de fazer algumas mudanças para manter estes índices sob controle. Lembre-se: seu objetivo é ver o retorno a longo prazo na qualidade e produtividade da sua equipe.

Quer mais orientação para reduzir estes índices? Então entre em contato com a MedNet e veja como nossas soluções podem te auxiliar.