Para evitar acidente de trabalho, segurança na indústria é fundamental

Curta e compartilhe essa publicação

A segurança na indústria deve ser uma das principais preocupações dos gestores nos mais diferentes segmentos. Como se trata de produções com uma série de equipamentos e funções, é necessário garantir a integridade de todos os colaboradores. Para mensurar os significantes números, o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho aponta que de 2012 a 2017, foram perdidos 305.299.902 dias de serviço com afastamento de empregados por motivo de acidente de trabalho. No total, 3.879.755 acidentes foram registrados, com ou sem CAT. Já no que se refere a óbito, 14.412 mortes acidentárias foram notificadas, ambas no mesmo período. A CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) é um documento emitido para reconhecer tanto um acidente de trabalho ou de trajeto bem como uma doença ocupacional. O Observatório foi desenvolvido e é mantido pelo Ministério Público do Trabalho em cooperação com a Organização Internacional do Trabalho no âmbito do fórum Smartlab de Trabalho Decente.

É necessário implementar um conjunto de medidas dentro das empresas com o objetivo de prevenir o acidente de trabalho. A principal preocupação deve ser em proporcionar ambientes mais seguros para os colaboradores, de maneira a cumprir as determinações de segurança na indústria. A Portaria n.º 3.214 é a responsável por aprovar as Normas Regulamentadoras relativas à Segurança e Medicina do Trabalho. Se atentar a isso, além de demonstrar preocupação com o bem-estar do empregado, garante a produtividade da empresa e evita a perda de parcerias importantes.

Esperar que as máquinas utilizadas no dia a dia apresentem algum tipo de problema para então agir não é a melhor maneira de garantir a segurança na indústria. É preciso realizar um cronograma de atividades para a conservação dos equipamentos. Adotar medidas como o isolamento do local, bem como a devida sinalização, além de contar com profissionais e empresas especialistas em tal função é indispensável. Outras ações importantes de serem realizadas dentro da empresa são fornecer aos colaboradores os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) de acordo com o que a função que ele desempenha exige, como os protetores auriculares, capacetes e sapatos de segurança. Há também os Equipamento de Proteção Coletiva (EPC), como os cones, faixas de sinalização, alertas luminosos, entre outros.

Investir na capacitação da equipe também deve estar na lista de prioridades, já que a falta de instrução sobre o manuseio de determinado equipamento pode torná-lo mais vulnerável à quebra ou mesmo ao acidente de trabalho. Palestras com orientações, a ser ministrada por profissionais de segurança do trabalho, também são importantes. Para isso, podem ser exploradas datas relevantes como a Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho). Realizar ações preventivas é preocupar-se com os colaboradores, o que é fundamental para que eles se sintam motivados a produzir sempre mais e com segurança na indústria, melhorando os índices e crescendo a cada dia no conceito de satisfação.

(terra.com.br)


Curta e compartilhe essa publicação
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *