O setembro vermelho concentra esforços dos profissionais da saúde para falarem sobre a importância de se investir na prevenção contra doenças do coração. Logo, o mês é utilizado para a divulgação de campanhas com os sintomas, tratamentos e cuidados preventivos que todo mundo pode ter para aproveitar uma vida mais longa e saudável.

Aproveite para conferir o nosso post e entender a importância da ação e quais as atitudes que as empresas podem adotar para apoiarem o movimento.

Quais são as doenças do coração?

As doenças cardiovasculares são aquelas que afetam o coração e os vasos sanguíneos. Normalmente, atingem mais homens do que mulheres, com mais do que 50 anos, porém, isso não significa que jovens não estejam expostos a riscos de também apresentarem problemas.

Há dois grupos de doenças do coração: as que apresentam sintomas, como arritmias cardíacas e as que não apresentam, que podem ser hipertensão ou aterosclerose. No entanto, até no primeiro grupo, os sintomas costumam aparecer apenas em estágios mais avançados, por isso é tão importante a realização de exames periódicos, independentemente da faixa etária. As doenças mais comuns são:

  • tumores no coração;
  • arritmias cardíacas;
  • acidente vascular cerebral (AVC);
  • infarto agudo do miocárdio;
  • doenças congênitas, entre outras.

Como prevenir as doenças cardiovasculares?

Os motivos para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares são distintos. Há a questão hereditária que não pode ser modificada, apenas observada e controlada e também existe a adoção de um estilo de vida saudável. Os principais fatores de riscos são:

  • obesidade;
  • stress;
  • sedentarismo;
  • tabagismo;
  • alimentação desbalanceada;
  • diabetes;
  • colesterol elevado.

Portanto, para todas as pessoas que não estão no perfil de risco, que seja, a idade, gênero ou problemas hereditários, a prática de exercícios físicos e manter uma alimentação rica em nutrientes, evitando comida industrializada e ultraprocessada, já é uma boa maneira de prevenir as doenças do coração.

Para todos os casos, os exames periódicos são extremamente recomendados, pois, como já alertamos, sempre existe a possibilidade de desenvolver algo silencioso. Logo, quanto mais cedo a doença for descoberta, maiores são as chances de a manter sob controle.

Como aderir à campanha do setembro vermelho?

Para as empresas que estão antenadas com as melhores práticas que envolvem o cuidado com a saúde dos seus trabalhadores, aderir ao setembro vermelho não é muito difícil. O RH em conjunto com a equipe de marketing interna, pode desenvolver uma campanha com informações importantes, como as principais doenças, sintomas, formas de prevenção e, principalmente, reforçando a importância dos exames periódicos.

Esse material pode ser enviado tanto por e-mail, quanto afixado nas dependências da empresa para servir de lembrete aos funcionários. Um ponto essencial na campanha, é trazer proximidade do assunto com os funcionários. Principalmente os mais jovens, tendem a acreditar que esse tipo de preocupação não é para eles, o que não é verdade.

Por isso, vale a pena levantar os números oficiais de pessoas afetadas pelas doenças do coração, assim como trazer exemplos de atletas que tiveram infarto fulminante durante um treino ou até mesmo numa partida.

O dia oficial do combate a doenças cardiovasculares é 29 de setembro e, se possível, pode ser criada uma atividade específica para essa data, como a realização de exames rápidos, como a medição da pressão.

A sabedoria popular já nos ensinou que prevenir é melhor que remediar e agora nós só precisamos colocar em prática. Essa é a grande importância de meses como o setembro vermelho. Falar e cuidar da saúde para que a gente não perca amigos e familiares que amamos por causa da falta de informação.

Aproveite para compartilhar o nosso post nas suas redes sociais e manter o seu círculo de contatos tão bem informado quanto você!

O setembro vermelho concentra esforços dos profissionais da saúde para falarem sobre a importância de se investir na prevenção contra doenças do coração. Logo, o mês é utilizado para a divulgação de campanhas com os sintomas, tratamentos e cuidados preventivos que todo mundo pode ter para aproveitar uma vida mais longa e saudável.

Aproveite para conferir o nosso post e entender a importância da ação e quais as atitudes que as empresas podem adotar para apoiarem o movimento.

Quais são as doenças do coração?

As doenças cardiovasculares são aquelas que afetam o coração e os vasos sanguíneos. Normalmente, atingem mais homens do que mulheres, com mais do que 50 anos, porém, isso não significa que jovens não estejam expostos a riscos de também apresentarem problemas.

Há dois grupos de doenças do coração: as que apresentam sintomas, como arritmias cardíacas e as que não apresentam, que podem ser hipertensão ou aterosclerose. No entanto, até no primeiro grupo, os sintomas costumam aparecer apenas em estágios mais avançados, por isso é tão importante a realização de exames periódicos, independentemente da faixa etária. As doenças mais comuns são:

  • tumores no coração;
  • arritmias cardíacas;
  • acidente vascular cerebral (AVC);
  • infarto agudo do miocárdio;
  • doenças congênitas, entre outras.

Como prevenir as doenças cardiovasculares?

Os motivos para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares são distintos. Há a questão hereditária que não pode ser modificada, apenas observada e controlada e também existe a adoção de um estilo de vida saudável. Os principais fatores de riscos são:

  • obesidade;
  • stress;
  • sedentarismo;
  • tabagismo;
  • alimentação desbalanceada;
  • diabetes;
  • colesterol elevado.

Portanto, para todas as pessoas que não estão no perfil de risco, que seja, a idade, gênero ou problemas hereditários, a prática de exercícios físicos e manter uma alimentação rica em nutrientes, evitando comida industrializada e ultraprocessada, já é uma boa maneira de prevenir as doenças do coração.

Para todos os casos, os exames periódicos são extremamente recomendados, pois, como já alertamos, sempre existe a possibilidade de desenvolver algo silencioso. Logo, quanto mais cedo a doença for descoberta, maiores são as chances de a manter sob controle.

Como aderir à campanha do setembro vermelho?

Para as empresas que estão antenadas com as melhores práticas que envolvem o cuidado com a saúde dos seus trabalhadores, aderir ao setembro vermelho não é muito difícil. O RH em conjunto com a equipe de marketing interna, pode desenvolver uma campanha com informações importantes, como as principais doenças, sintomas, formas de prevenção e, principalmente, reforçando a importância dos exames periódicos.

Esse material pode ser enviado tanto por e-mail, quanto afixado nas dependências da empresa para servir de lembrete aos funcionários. Um ponto essencial na campanha, é trazer proximidade do assunto com os funcionários. Principalmente os mais jovens, tendem a acreditar que esse tipo de preocupação não é para eles, o que não é verdade.

Por isso, vale a pena levantar os números oficiais de pessoas afetadas pelas doenças do coração, assim como trazer exemplos de atletas que tiveram infarto fulminante durante um treino ou até mesmo numa partida.

O dia oficial do combate a doenças cardiovasculares é 29 de setembro e, se possível, pode ser criada uma atividade específica para essa data, como a realização de exames rápidos, como a medição da pressão.

A sabedoria popular já nos ensinou que prevenir é melhor que remediar e agora nós só precisamos colocar em prática. Essa é a grande importância de meses como o setembro vermelho. Falar e cuidar da saúde para que a gente não perca amigos e familiares que amamos por causa da falta de informação.

Aproveite para compartilhar o nosso post nas suas redes sociais e manter o seu círculo de contatos tão bem informado quanto você!