Carregando...
Preencha a solicitação de proposta // Orçamento sem compromisso
E-Social

Sua empresa está apta?
Nós podemos te ajudar!

Preparamos um Guia Prático
para você:

Portal do cliente, é uma
plataforma web onde a empresa tem:
Funcionalidades do Módulo Empresa para acesso a informações dos funcionários.
Bloco destinado a criar relatórios das funcionalidades do sistema.
Espaço para acesso à informações do PCMSO e PPRA da empresa.

Conheça nossas soluções

Aqui você encontra a solução mais indicada para o seu negócio e seus colaboradores:

Treinamentos em Medicina e Segurança do Trabalho
TREINAMENTO NR10 OBJETIVOS: O objetivo deste curso é atender as exigências do novo texto da Norma Regulamentadora nº 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade, estabelecendo diretrizes...
Saiba mais
CIPA NR05 – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE AS CIPAS A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho/CIPA,visa a proteção da saúde dos trabalhadores dentro das empresas. A constituição de órgãos dessa natureza...
Saiba mais
NTEP / RAT / FAP
O que é FAP? É o Fator Acidentário de Prevenção que afere o desempenho da empresa, dentro da respectiva atividade econômica, relativamente aos acidentes de trabalho ocorridos num determinado...
Saiba mais
Exames Complementares em Saúde Ocupacional
São denominados exames complementares todos aqueles que auxiliam o médico na elaboração de um diagnóstico. Na prática da medicina do trabalho eles ocupam uma dimensão importante, pois nem sempre...
Saiba mais
PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário
O Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) é um formulário com campos a serem preenchidos com todas as informações relativas ao empregado, como por exemplo, a atividade que exerce, o agente...
Saiba mais
Exames Médicos Ocupacionais – NR07
Os principais exames ocupacionais, segundo a NR07, são:   Exames Admissionais O exame médico admissional deverá ser realizado antes da contratação do colaborador, visando avaliar suas aptidões físicas e mentais, de maneira a verificar se o mesmo está apto para a função desejada e se o exercício da função...
Saiba mais
PCMAT – Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção
A Norma Regulamentadora – NR-18, estabelece diretrizes de ordem administrativa, de planejamento e de organização, que objetivam a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos...
Saiba mais
Ergonomia – NR17
Definição de Ergonomia A ergonomia pode ser definida como a ciência que estuda a integração entre o homem e o ambiente no qual ele está inserido, em especial no...
Saiba mais
LTCAT – Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho
O que significa LTCAT? Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho.   Qual a diferença entre o PPRA (programa de Prevenção de Riscos Ambientais) e o LTCAT (Laudo Técnico...
Saiba mais
PCMSO NR07 – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
O PCMSO ou Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional é um programa que deve ser elaborado em implantado em todas as empresas que possuam funcionários registrados. A obrigatoriedade...
Saiba mais
PPRA NR09 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
Como o próprio nome já diz, é um Programa de prevenção de riscos ambientais, sendo esse um documento de ação contínua, ou seja um programa de gerenciamento, que precisa ser...
Saiba mais

Saiba mais sobre as normas regulamentadoras

NR 35 - Trabalho em Altura
35.1. Objetivo e Campo de Aplicação 35.1.1 Esta Norma estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade. 35.1.2 Considera-se trabalho em altura toda atividade executada acima de 2,00 m (dois metros) do nível inferior, onde haja risco de queda. 35.1.3 Esta norma se complementa com as normas técnicas oficiais estabelecidas pelos Órgãos competentes e, na ausência ou omissão dessas, com as normas internacionais aplicáveis.
NR 31 - Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Floresta e Aquicultura
31.1 Objetivo 31.1.1 Esta Norma Regulamentadora tem por objetivo estabelecer os preceitos a serem observados na organização e no ambiente de trabalho, de forma a tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento das atividades da agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura com a segurança e saúde e meio ambiente do trabalho. 31.2 Campos de Aplicação 31.2.1 Esta Norma Regulamentadora se aplica a quaisquer atividades da agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e aquicultura, verificadas as formas de relações de trabalho e emprego e o local das atividades.
NR 5 - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
DO OBJETIVO 5.1 A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - CIPA - tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.   DA CONSTITUIÇÃO 5.2 Devem constituir CIPA, por estabelecimento, e mantê-la em regular funcionamento as empresas privadas, públicas, sociedades de economia mista, órgãos da administração direta e indireta, instituições beneficentes, associações recreativas, cooperativas, bem como outras instituições que admitam trabalhadores como empregados. 5.3 As disposições contidas nesta NR aplicam-se, no que couber, aos trabalhadores avulsos e às entidades que lhes tomem serviços, observadas as disposições estabelecidas em Normas Regulamentadoras de setores econômicos específicos.
NR 30 - Segurança e Saúde no Trabalho Aquaviário
30.1 Objetivo 30.1.1 Esta norma regulamentadora tem como objetivo a proteção e a regulamentação das condições de segurança e saúde dos trabalhadores aquaviários. 30.1.1.1 Para outras categorias de trabalhadores que realizem trabalhos a bordo de embarcações a regulamentação das condições de segurança e saúde dos trabalhadores se dará na forma especificada nos Anexos a esta norma. (Aprovado pela PortariaSIT n.º 58, de 19 de junho de 2008) 30.2 Aplicabilidade 30.2.1 Esta norma aplica-se aos trabalhadores das embarcações comerciais, de bandeira nacional, bem como às de bandeiras estrangeiras, no limite do disposto na Convenção da OIT n.º 147 - Normas Mínimas para Marinha Mercante, utilizadas no transporte de mercadorias ou de passageiros, inclusive naquelas embarcações utilizadas na prestação de serviços. (Alterado pela Portaria SIT n.º 58, de 19 de junho de 2008)

Últimas do Blog!

Debatedores apontaram desafios para o cumprimento da lei que estabelece reserva de vagas para pessoas com deficiência no mercado de trabalho (Lei 8.213/91). O assunto foi disc [...]

PORQUE ALTERAR A NR 1? A última alteração da NR 1 tinha acontecido em 2009. Na ocasião uma das principais mudanças foi a retirada do termo “ato inseguro” do texto da me [...]

Você sabe o que é o fator acidentário de prevenção? Mais conhecido como FAP, atua em conjunto com os Riscos Ambientais do Trabalho (RAT) para definir quanto será pago à s [...]

Nesta terça-feira, 13, até o dia 15, o São Paulo EXPO recebe um dos maiores e mais importantes eventos do gênero no mundo, o CONARH – Congresso Nacional sobre Gestão de Pess [...]

Você sabe o que é a análise ergonômica? Embora o nome não seja tão familiar para todos os gestores, a análise é fundamental para que sua empresa consiga aumentar a produ [...]

Uma realidade em muitas indústrias, com a tendência de aumentarem ainda mais, os robôs são equipamentos modernos que possuem sistemas de segurança para evitar acidentes. [...]

Muito se fala em investir em saúde e segurança no trabalho. Entretanto, será que o investimento é interessante do ponto de vista financeiro para a empresa ou é apenas mais [...]

Novo Cronograma do eSocial - Publicação da Portaria SEPT nº 716/2019 formalizou as alterações divulgadas anteriormente. Início da obrigatoriedade do envio de eventos de folha [...]

Independente do ramo de atividade, todas as empresas estão sujeitas a emergências que colocam em risco a vida dos colaboradores. Obviamente, há setores produtivos que costumam s [...]